12/03/2016

Para cada não, uma chance de melhorar

Eu sempre me achei uma pessoa muito competente. E falo isso sem modéstia, mas com humildade para reconhecer que não sou perfeita e que tenho muito a melhorar. Só que eu sempre achei que conseguir trabalho, seja lá onde fosse, seria algo mágico e natural para mim, que já trabalhava desde os 16 anos e nunca tinha ficado desempregada. E quando saía de um trabalho, era sempre porque queria ou porque tinha encontrado algo melhor. Eu pensava que jamais teria de lutar muito para conseguir um emprego. Quebrei a cara quando decidi viver a minha vida na Alemanha.