05/01/2008

Dicas para conviver bem com as pessoas

Atualmente, vivemos em um contexto permeado pela competitividade, agressividade e impaciência por parte dos seres humanos. Causas mínimas podem se tornar motivos de separação entre casais, amigos, sócios etc. Isso acontece porque lidar com pessoas é uma das coisas mais difíceis que existem. Pra que viver brigando quando se pode alcançar os objetivos vivendo em paz?

É possível competir e galgar bons lugares na vida sem ofender e passar por cima de ninguém. Como exemplo, posso até citar um grande empresário do Piauí: João Claudino. Alguém questiona seus atos? Alguém quer saber que meios ele utilizou para chegar aonde está? Não. Isso tudo acontece porque ele conseguiu conquistar a simpatia de seus funcionários e da sociedade em geral e hoje é visto como um homem preocupado com as causas sociais e com o bem-estar de seus funcionários. Até fazer um filho senador ele conseguiu, mas ninguém se pergunta como e para quê isso foi feito. "O sucesso santifica os meios".
Não quero e nem tenho competência (ainda, rsrsrs) para ensinar como ser um João Claudino da vida. Quero apenas dizer que é possível alcançar nossos objetivos conquistando a simpatia das pessoas.

Conviver com as diferenças

Cada qual tem uma cabeça, suas idéias, sua cultura, sua história. Ninguém é igual a ninguém. Até mesmo entre grandes amigos, podem acontecer atritos devido à divergência entre as idéias. É por isso que hoje decidi dar umas dicas de como conviver bem com as pessoas (para aqueles que consideram isso importante e para aqueles que não estão nem aí - estes, podem deixar suas críticas).

Para realizar tal tarefa, recorro à minha própria experiência de atendimento ao público durante mais de três anos em que convivi com diversos tipos de pessoas - tanto colegas de trabalho, como clientes. Também recorrerei a um pequeno manual, "Superdicas para falar bem em conversas e apresentações", do escritor Reinaldo Polito, nos itens em que julgar cabíveis à minha proposta.

Então, vamos lá:

1- Saiba escutar. Mesmo que você ache errado o que a outra pessoa diz, escute-a. Deixe-o falar, falar, falar, até cansar. Ouvindo o que o outro tem a dizer pode ser uma forma de ganhar a simpatia e ter a oportunidade de também ser ouvido. Ao ouvir o que você tem a dizer, o outro pode até mesmo mudar de opinião e ir para o seu lado.

2- Tenha paciência. Existem pessoas que realmente são chatas e rudes. É com essas pessoas que devemos investir muitas doses de paciência. Não as responda, ouça-as. Geralmente, são pessoas inseguras e que sentem a necessidade de imporem suas opiniões. Quando perceberem que você não está ali para "brigar", podem até se tornar pessoas legais para você.

3- Não arme barraco. Existem pessoas que fazem confusão por qualquer besteira e discutem essas besteiras como se estivessem defendendo sua própria vida. Nesses casos, avalie se é realmente importante tentar convencer o outro do seu ponto de vista. Se não for, melhor é ficar calado. Às vezes é a melhor alternativa.

4- Seja gentil. Isso pode ser possível através de pequenos atos: no tom amável da voz, na generosidade das palavras, na honestidade dos princípios e da ética. Não custa nada ceder um lugar no ônibus a pessoas mais velhas; não custa nada segurar a porta do elevador quando se percebe que alguém quer entrar e ainda está longe da porta; não custa nada dar um bom dia, mesmo a quem não se conhece. São pequenas atitudes que conquistam as pessoas.

5- Seja natural. Respeite seu jeito de ser, não "force a barra" para conquistar as pessoas. Elas perceberão que você não está sendo sincero. Raramente ou quase nunca se consegue fazer um amigo da noite pro dia. Amizade vem com o tempo. Por isso, nada de "forçar amizade", de se intrometer demais, de querer ter muita intimidade com quem não se conhece bem.

Em resumo: acredito que o poder de convencimento e da boa convivência está, principalmente, na simpatia, na humildade, na sinceridade e na coerência que transmitimos em nossos atos. Conquistando e convivendo bem com as pessoas, é mais fácil conseguir aquilo que queremos.

Referência:

POLITO, Reinaldo. Superdicas para falar bem: em conversas e apresentações. São Paulo: Saraiva, 2005.

13 comentários:

H.R. disse...

Muito bom o texto!!!
Realmente...
Os passos ai colocados são essenciais para uma boa convivência entre as pessoas. Hoje em dia não é fácil ter paciência, mas é o melhor a se fazer mesmo.
Paciência, humildade e gentileza. São as chaves.
Parabéns pelo espaço prima!
Bjoss...

lia disse...

oii gostei mto desse texto estou precisando de uma ajudinha
la no meu serviço somos em tres eu sou a mais novida e tem uma mais velha idade de ser minha mae ela vai ser gerente depois q minha chefe viajar so q agora ela ta fazendo de tudu pra acabar conigo pra colocar uma amiga dela no meu lugar como façao pra conviver com ela? qual respostas devo dar? o q devo fazer atitude? estou mto mal com isso meu chefe ja chamou minha atençao 2 vezes depois disso

Jamile Sancar disse...

Parabéns....Realmente e isso que muitas pessoas precisam....De dicas...bjs

Anônimo disse...

Eu sou a outra pesssoa.
Vou me ajudando mas é muito solitário.

Ná disse...

Cara Lia,

Não sou nenhum especialista no assunto, mas posso te dar uma dica, que uso sempre em minha vida profissional.

1° Entregue a situação a Deus, lembre-se que a porta que Deus abre, ninguém fecha. Leia o salmo 91 e 23 todos os dias, antes de ir para o trabalho.
2° Seja o máximo profissional possível.
3° Trate a todos com respeito.
4° Fale o mínimo possível!

Espero que ajude. Deus te abençoe e boa sorte.

Bjs

Anônimo disse...

sou uma educadora e sinto muita dificuldade em me relacionar com as pessoas. Por isso adorei o texto vou utilizar como(reflexão)e sei que não é fácil ter esses requisitos todos. vou tentando colocá-los em prática cada momento da minha vida.

sou quem sou disse...

este domumento mim ajudou muito no meu trabalho obrigada : meu msn ´´e uelderluislive@hotmail.com ad ae

Hélio Costa disse...

Olá, gostei muito do texto, ele é simples, prático directo e muito rico no sentido. Eu tento fazer o melhor que posso todos os dias, mas porém não fico com a convicção nem muito menos com a esperança de conseguir agradar todos, coisa que nem mesmo Cristo conseguiu. Abraços !!!

Anônimo disse...

Adorei todas as dicas, são ótimas. Tudo isso é verdade, pois não é fácil se relacionar com as pessoas, e tornar-se amigo da noite pro dia. Mas a gente consegue essas coisas com simplicidade,respeito... A vida é assim, aqui vai mais uma outra dica: seja humilde com as pessoas, por mais que você possa ou tenha. Não queira ficar pisando em ninguém, é um mico, uma coisa sem noção quando vemos alguém querendo humilhar o outro, falando demais, se achando.Isso não tem nada a ver.E nem faz com que uns sejam melhores que outros.Piora as coisas, cria inimizades. Tem gente que gosta mesmo de ter muitos inimigos, eu prefiro ter amigos :D

Anônimo disse...

De fato é de suma importância manter a naturalidade para alcançar e espaço merecido em qualquer âmbito. Partindo de tal princípio os resultados positivos automáticamente desencadearão. Rurópolis-PA


Valeu!!!!!bjs

Anônimo disse...

texto maravilhoso
me ajudou num momento muito dificil no trabalho
tentarei seguir as dicas, pois é dificil manter a calma, mas muito obrigada

Anônimo disse...

Minha dica: silêncio.

GABRIEL JUNIO disse...

Uma dica , deixa as abreviações de lado, escreva um português completo e correto , e confie mais em sua capacidade